Projeto Waldir Azevedo faz inserção cultural de pessoas com deficiência e em situação de risco social

oficinas-pwa-divulgacao.jpg

Foto: Divulgação

Oficinas culturais gratuitas serão realizadas de agosto a dezembro, com aulas semanais de cavaquinho, canto coral, dança e cultura popular

http://www.instagram.com/gov_df

O Ponto de Cultura Waldir Azevedo realiza, a partir de agosto, suas oficinas de formação e inserção artística para moradores da Vila Cultural, no Setor de Embaixadas Sul, local onde já ocorrem ações do Ponto de Cultura Waldir Azevedo e ensaios da Orquestra de Cavaquinhos de Brasília e do Coral Armorial. As aulas terão duração de cinco meses, com encontros semanais, destinados a crianças, adolescentes e mulheres da Comunidade da Vila Cultural, e aos alunos atendidos pelo Centro de Ensino Especial de Deficientes Visuais (CEEDV).

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas presencialmente na sede do projeto ou pelo telefone 99969-9877. “A inserção cultural que o Ponto de Cultura Waldir Azevedo promove é muito gratificante e é uma oportunidade imprescindível para as pessoas que não têm acesso à cultura. Os projetos que realizamos na Vila Telebrasília, na Estrutural e na Vila Cultural, têm revelado talentos e vocações. Principalmente, têm aberto novos horizontes de vida para jovens e adultos”, justifica o maestro Dudu Oliveira, fundador do Ponto de Cultura Waldir Azevedo e idealizador da iniciativa.

Carioca radicado em na Capital Federal desde 2010, ele ministrará as aulas de cavaquinho, às segundas, na Vila Cultural, e de canto coral, aos sábados, no CEEDV. Dudu é fundador da Orquestra de Cavaquinho de Brasília, inicialmente formada por alunos da oficina de cavaquinho do Projeto Waldir Azevedo e é, também, fundador do Coral Armorial, formado por pessoas com deficiência visual.

“Pude conhecer e abraçar a música através de um projeto social no Rio de Janeiro e sei como uma oportunidade de aprender a tocar um instrumento pode fazer disso uma paixão e um ofício capaz de mudar vidas. É isso que procuro realizar e passar adiante e que tem frutificado no DF, primeiro com as experiências que tivemos na Vila Telebrasília e na Estrutural e, agora, com a comunidade da Vila Cultural”, pontuou o maestro.

O projeto de inserção cultural através de oficinas é uma realização do Ponto de Cultura Waldir Azevedo, financiado com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC), e da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF, e apoio da Agenda Cultural Brasília.

SERVIÇO:

Oficinas Culturais do Projeto Waldir Azevedo

Quando: de 01 de agosto a 30 de dezembro de 2022

Inscrições gratuitas: podem ser realizadas presencialmente ou pelo telefone 61 99969-9877 (Thais Tosi)

Onde: Cavaquinho, Dança e Cultura Popular – SES 813 lote 53/54 Casa 20 – Vila Cultural – Setor de Embaixadas Sul  |  Canto Coral – Centro de Ensino Especial de Deficientes Visuais(CEEDV), na 612 Sul (apenas para pessoas com deficiência visual)

Cronograma semanal:

Segunda 20h – CAVAQUINHO

Quarta 20h – DANÇA

Sexta 20h – CULTURA POPULAR

Sábado 9h – CANTO CORAL 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

scroll to top