Justiça decreta prisão de suspeito de matar mulher em Taguatinga

Taguatinga-2.jpg

Gustavo Brito de Carvalho é suspeito de matar Priscila Teixeira, em Taguatinga — Foto: PCDF/Reprodução

Gustavo Brito namorava Priscila Teixeira, de 33 anos, encontrada morta na quarta-feira (29), na QNH 13 de Taguatinga; quem tiver informações sobre suspeito pode ligar no 197, disque-denúncia da Polícia Civil

http://www.instagram.com/gov_df

A Justiça do Distrito Federal decretou nesta segunda-feira (4) a prisão preventiva de Gustavo Brito de Carvalho, suspeito de matar Priscila Teixeira, de 33 anos. Ela foi encontrada morta dentro de casa, na manhã de quarta-feira (29), na QNH 13 de Taguatinga.

Segundo o processo, Gustavo namorava a vítima há cerca de três meses é considerado foragido. Quem tiver informações do paradeiro dele pode fazer uma denúncia anônima pelo 197, disque-denúncia da corporação.

Ao determinar a prisão, o juiz Luciano dos Santos Mendes destacou que o crime foi cometido “de forma bárbara” e que a “periculosidade” dele ficou demonstrada, “de forma concreta”.

O magistrado completa:

“Sua liberdade traz insossego à comunidade, pois ele provou ser capaz de atos criminosos gravíssimo como o em tela”, diz.

O crime

Priscila Teixeira, de 33 anos, foi encontrada morta em casa no DF — Foto: Reprodução/redes sociais

Priscila foi encontrada pela própria mãe, por volta das 10h. A polícia acredita que o crime tenha acontecido durante a madrugada. A mãe dela percebeu que, desde a noite de terça-feira (28), a filha não respondia mensagens e nem atendia ligações. Preocupada, foi até a casa da vítima pela manhã, e encontrou o portão trancado.

Com ajuda de vizinhos, ela conseguiu entrar e encontrou a filha morta no chão da cozinha. Priscila era secretária e morava na região há mais ou menos 1 ano. De acordo com a família, a mulher namorava um homem há 6 meses, e era comum ele dormir com ela no local.

Segundo os vizinhos, era possível ouvir brigas do casal com certa frequência na casa. Uma das vizinhas chegou a dizer que já chamou a polícia após ouvir discussões dos dois. Vizinhos relataram que o homem foi visto com Priscila na noite de terça-feira e, desde então, não foi mais encontrado.

A 17ª Delegacia de Polícia, em Taguatinga Norte, investiga o caso. A Polícia Civil foi acionada para fazer perícia no local.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

scroll to top