Deputada Paula Belmonte anuncia pré-candidatura ao governo do DF

204377.jpg

Belmonte e Izalci Lucas disputam quem vai ser o candidato pelo colegiado nacional que une as legendas - Foto: Divulgação

Parlamentar ainda deve disputar com o senador Izalci Lucas a vaga ao Buriti pela federação PSDB-Cidadania

http://www.instagram.com/gov_df

A deputada federal Paula Belmonte (Cidadania-DF) foi lançada como pré-candidata ao Governo do Distrito Federal pela Federação PSDB-Cidadania, na noite desta terça-feira (19/7). Agora, a parlamentar enfrenta outro desafio: a disputa com o senador Izalci Lucas (PSDB-DF), presidente do colegiado na capital, que também quer concorrer ao cargo.

Belmonte afirmou que a escolha se deu por articulação política. “Nós entendemos o trabalho do senador Izalci. Só que ele, e isso foi colocado na reunião de federação, ele é um candidato de si próprio”, disse. “A gente não pode trazer uma candidatura com tanta responsabilidade para o Distrito Federal, com necessidade de transformação, com as pessoas passando fome, com a saúde do jeito que está, fazer isso ser uma candidatura sozinha”, concluiu.

O presidente nacional do Cidadania, Paulo Freire, também afirmou que a federação deve fazer novas análises pela escolha do nome ao GDF. “Vamos ter discussões no colegiado da federação do Distrito Federal, articulação com outras forças políticas e, óbvio, a definição a partir da viabilidade política eleitoral e, principalmente, aqueles que tenham condições efetivas de articular uma grande frente”, disse, em vídeo divulgado ao lado de Belmonte.

Procurado pela reportagem, Izalci respondeu, em nota, que segue na disputa ao Buriti. “A Federação decidiu lançar uma candidatura própria, o que é um movimento importante para a indicação do meu nome porque sempre fui contra a ideia de apoiar outra candidatura ao governo. Continuo candidato ao governo pela Federação”, diz o comunicado.

Belmonte e Izalci Lucas disputam quem vai ser o candidato pelo colegiado nacional que une as legendas. De um lado, o partido da deputada tem mais votos na capital e, de outro, o senador tem a maioria no grupo nacional — formado por 15 membros do PSDB e quatro do Cidadania.

Fonte: CB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

scroll to top