Túnel de Taguatinga demanda adaptações na cidade para ser construído

Dentro-2_1-3-1024x680-1.jpg

Cabos de fibra óptica, provisoriamente, precisam ficar suspensos, até a conclusão do aterro - Foto: Lúcio Bernardo Jr/Agência Brasília

A maior obra urbana em execução no país requer procedimentos precisos para garantir a segurança de todos os envolvidos

http://www.instagram.com/gov_df

Erguer uma obra grandiosa como o Túnel de Taguatinga no centro de uma cidade pode ser bastante desafiador. Mais do que escavar com segurança, construir paredes reforçadas ou fazer uma impermeabilização eficiente, é preciso atentar para as limitações impostas por um cenário urbano já consolidado.

Uma das primeiras interferências encontradas, em maio de 2021, foi a presença de cabos de fibra óptica na área onde seriam construídas as paredes do túnel. Sob pena de deixar a região sem acesso à internet, o cabeamento foi deslocado por 40 metros; atualmente, está suspenso na área reservada para o BRT e só voltará para debaixo da terra quando o aterro do boulevard for feito.

“Depois, em junho do mesmo ano, precisamos remanejar uma rede de drenagem de águas pluviais que passava bem no local onde seria aberta a passagem subterrânea”, conta o engenheiro civil Everaldo Barros. “As manilhas de escoamento foram transferidas para a primeira rua secundária que percorre o lado sul do túnel, 800 metros distante do local de origem.”

Uma das últimas intervenções que a construção do túnel fez na paisagem de Taguatinga foi o deslocamento da rede elétrica que passava por cima da obra. De acordo com o engenheiro civil José Alfredo Aguiar, o maquinário usado para construir as paredes da passagem subterrânea é muito alto e ficaria perigosamente próximo dos cabos de energia.

”Qualquer objeto metálico colocado a pelo menos 3 metros de distância de uma rede de média tensão sofre indução, fenômeno no qual a eletricidade passa para o metal”, alerta José Alfredo. “Para evitar qualquer acidente, em fevereiro de 2022, fizemos com que o cabo de energia desse a volta por fora do canteiro, um deslocamento de 500 metros.”

Mais mobilidade

O Túnel de Taguatinga fará uma ligação para motoristas que trafegam no sentido Ceilândia, pela Avenida Elmo Serejo, além de oferecer uma via alternativa pela superfície para o centro de Taguatinga. Isso evitará a retenção de veículos nos semáforos do centro da cidade.

Com a conclusão da obra, os carros que estiverem na Avenida Elmo Serejo, sentido Plano Piloto, vão entrar pelo túnel e sair na Estrada Parque Taguatinga (EPTG). Do outro lado, aqueles que chegarem a Taguatinga pela EPTG também passarão pelo túnel até o início da Via Estádio, saindo logo após o viaduto da Avenida Samdu. Vias marginais darão acesso às avenidas Comercial Sul e Norte e Samdu Sul e Norte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

scroll to top