Capital Moto Week: montagem da megaestrutura está na reta final; festival começa em 21 de julho

Capital-moto-week-2.jpg

Palco do CMW — Foto: Divulgação

Neste ano, evento ocupa 250 mil². Camarote solidário dedicados a pessoas com deficiência, espaço especial para ‘motorhomes’ e barracas fazem parte do que será entregue ao público na próxima semana

http://www.instagram.com/gov_df

A montagem da megaestrutura para o Capital Moto Week(CMW) está na reta final, no Distrito Federal. O evento começa em 21 de julho e trará grandes nomes da música à capital, como Pitty, Biquini Cavadão e Raimundos (veja mais abaixo).

Mais de 40 mil toneladas de aço modular – o necessário para estruturar um prédio de 120 andares – compõe a estrutura do evento. Montado no Parque de Exposições da Granja do Torto, o festival vai ocupar de 250 mil metros quadrados – o que corresponde a 25 estádios Maracanãs.

Toneladas de equipamentos foram transportados para garantir infraestrutura compatível a de um pequeno município. Entre elas, de 3 mil metros² de alambrados, 300 tendas e 50 mil metros de cabos de energia.

Ao longo de dez dias de festival, serão utilizados mais de dez geradores com capacidade de 450 kva, cada. Uma residência utiliza, em média, 40 kva por dia.

“O planejamento para o CMW é feito ao longo de todo ano, com ênfase para os últimos seis meses que antecedem ao festival. O trabalho não para. De segunda a segunda, todo tempo que for necessário é dedicado a deixar tudo com o padrão de excelência já conhecido pelo nosso público”, ressalta Pedro Affonso Franco, organizador do Capital Moto Week.

Na última edição (2019), o CMW gerou mais de 7 mil empregos diretos e indiretos; cerca de 2,mil vagas preenchidas somente para construção da Cidade do Motociclista. Para este ano, a expectativa é de gerar 40% a mais de empregos em relação às edições anteriores.

Montagem — Foto: Divulgação

Inclusão

O Capital Moto Week conta com um camarote solidário dedicado a pessoas com deficiência. O espaço tem capacidade para 20 cadeirantes e um acompanhante cada.

Além disso, todos os shows do palco principal terão tradução em libras e serão instaladas sinalizações de acesso ao longo de todo espaço de convivência da Cidade do Motociclista.

As equipes que vão trabalhar no festival passaram por treinamentos e capacitação para atenderem o público.

Rumo ao Lixo Zero

Nos 10 dias de festival, além de paixão pelo motociclismo, o CMW contará com atitudes sustentáveis. Em meio à grandiosidade de público, o festival conseguiu, desde 2017, coletar mais de 73 toneladas de resíduos para reciclagem e compostagem, ao passo que plantou 16 mil árvores nativas do cerrado.

Considerando a última edição do evento, em 2019, 78% dos resíduos tiveram destinação correta. O Capital Moto Week, quer superar a marca de 90% para receber, assim, o selo de Lixo Zero.

Além da parceria com a empresa ONG Neutralize Carbono, para auxiliar na neutralização de emissões com créditos de carbono, o festival irá realizar o recolhimento de lixo eletrônico e, consequentemente, a preservação do solo a partir do descarte correto de resíduos.

Montagem do CMW — Foto: Divulgação

Qualquer maneira de diversão vale a pena

Na 17ª edição do CMW, mais de 8 mil metros de área verde serão destinados a motor homes e carros com barraca de teto que poderão ficar estacionados durante todo o festival com estrutura própria. A organização garantirá pontos de água e de energia.

Já para quem escolher acampar no formato mais tradicional, o CMW 2022 oferecerá local para136 barracas, o que compreende ocupação média de 270 pessoas. Crianças até 12 anos não pagam param utilizar o camping.

Estão inclusos nesse espaço estacionamento exclusivo para motos, banheiro com chuveiro quente, segurança, entrada no evento para duas pessoas, ponto de energia e controle de acesso. Além disso, será construída uma cozinha comunitária para dar maior conforto aos campistas e um lounge com lareira a céu aberto.

Programe-se

  • Data: 21 a 30 de julho
  • Local: Granja do Torto
  • Transmissão: no g1
  • Programação: clique aqui e confira
  • Ingressos: a partir de R$ 50
  • Entrada gratuita: vale para deficientes e motociclistas que estiverem pilotando
  • Venda: pelo site, loja conceito do CMW no Iguatemi Brasília ou na bilheteria do local.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

scroll to top