Covid-19: Vacinação para crianças imunossuprimidas de 4 anos começa nesta quarta-feira (20)

Coronavac.jpg

Doses da CoronaVac, em imagem de arquivo — Foto: Geovana Alburquerque/Agência Saúde

Aplicação do imunizante nessa faixa etária foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Veja quem tem direito e onde se vacinar

http://www.instagram.com/gov_df

A vacinação contra Covid-19 para crianças de 4 anos imunossuprimidas começa nesta quarta-feira (20), no Distrito Federal. O grupo será imunizado com a CoronaVac, após autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A vacina também pode ser ministrada em crianças a partir de 3 anos, que não sejam imunossuprimidas. No entanto, a pasta não divulgou cronograma para imunização do restante do público.

A secretaria afirma que segue orientações de uma nota técnica do Ministério da Saúde e, por isso, vai separar as doses de CoronaVac para garantir a primeira e segunda dose do novo grupo incluído na campanha. “O estoque desse imunizante é de 6,5 mil doses nesta data”.

A pasta disse ainda que os pontos de vacinação infantil estarão preparados para vacinar o novo público. O governador Ibaneis Rocha (MDB) chegou a anunciar que a imunização de crianças de 3 e 4 anos começaria na segunda (18), porém, a medida foi vetada pela secretaria, que afirmou que ainda aguardava orientações do Ministério da Saúde.

Segundo o Ministério da Saúde, são consideradas pessoas com imunossupressão grave as que se enquadram em alguma das situações abaixo listadas:

  • Imunodeficiência primária grave;
  • Tratamento de quimioterapia para câncer;
  • Transplantados de órgãos sólidos ou de células-tronco hematopiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras;
  • Pessoas vivendo com HIV / AIDS;
  • Uso de corticóides em doses de 20 mg/dia ou mais de prednisona, ou equivalente, por 14 dias ou mais;
  • Uso de drogas modificadoras da resposta imune;
  • Auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias;
  • Pacientes em hemodiálise;
  • Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas;

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

scroll to top