Home CIDADES Wi-Fi Social chega à região agrícola do Riacho Fundo

Wi-Fi Social chega à região agrícola do Riacho Fundo

85
0
Compartilhar
Meta é implantar 100 pontos de wi-fi gratuitos até o fim deste ano - Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Internet gratuita por sinal sem fio vai contemplar a Chácara 26 e a Comunidade Vale da Bênção, beneficiando mais de 2 mil pessoas

Presente em diversas localidades, o Wi-Fi Social chegará em breve ao Riacho Fundo. Em parceria com a administração da cidade, a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) já está acertando os detalhes para implantação do projeto em dois movimentados pontos da cidade: a Chácara 26, na Colônia Agrícola Sucupira, e a Comunidade Vale da Bênção, na Colônia Agrícola Kanegae.

Uma comitiva do governo visitou esses locais, a cerca de 20 km do centro de Brasília. De acordo com a Administração Regional do Riacho Fundo, a Secti havia solicitado a indicação de locais de maior vulnerabilidade social, e a visita confirmou que ambas as áreas preenchem os pré-requisitos para a instalação das antenas com roteadores para difusão do sinal de internet wi-fi gratuito.

O subsecretário de Ações e Projetos Estruturantes da Secti, João Pedro Gurgulino, ressalta que a implementação do Wi-Fi Social nos dois pontos já está bem-encaminhada. “Estamos atualmente realizando estudos de viabilidade para avaliar a melhor forma de fazer essa entrega o quanto antes”, explica. Quando instalados, os roteadores irão beneficiar cerca de 2,1 mil pessoas, que em sua maioria não possuem internet via fibra óptica e precisam a pacotes de dados de celular para navegar.

Para este ano, o titular da Secti, Gilvan Máximo, anuncia que haverá pelo menos 100 novos pontos entregues. “É um wi-fi de alta qualidade, com capacidade até para realizar chamadas de vídeo”, destaca. A meta do GDF é ter 200 pontos fixos com internet gratuita até o fim da atual gestão, em 2022.

A administradora do Riacho Fundo, Ana Lúcia Melo, lembra que a implantação dessa política pública trará vários benefícios, principalmente em relação à educação das crianças. “Um dos principais objetivos é levar mais qualidade de ensino, principalmente agora, durante a pandemia com as aulas on-line”, pontua. “Muitos pais não têm dinheiro para colocar crédito no celular, e o Wi-Fi Social será vital”.

Segundo a Secti, devem ser instalados de dois a três roteadores na Chácara 26, por se tratar de uma área mais extensa. Já na Comunidade Vale da Bênção, a intenção da pasta é colocar uma unidade do roteador. Além desses locais, a Feira Permanente do Riacho Fundo também vai receber o Wi-Fi Social.

O que é

O Wi-Fi Social é um projeto da Secti que oferece internet gratuita à população do Distrito Federal, sem ônus ao poder público ou ao usuário, por meio de sinal wi-fi, em locais de grande circulação de pessoas. Todo o custo do projeto é de responsabilidade das empresas credenciadas, que, aprovadas em certame, em contrapartida exploram modalidades de publicidade digital nos equipamentos conectados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

1 × quatro =