UnB retoma aulas totalmente presenciais nesta segunda-feira, após dois anos com atividades remotas

UNB.jpg

Universidade de Brasília em imagem de arquivo — Foto: Pillar Pedreira/Agência Senado

Retorno impacta 50 mil estudantes da graduação e da pós-graduação, além dos servidores. Instituição incentiva uso de máscara e vacinação

http://www.instagram.com/gov_df

A Universidade de Brasília (UnB) retoma, nesta segunda-feira (6), as aulas totalmente presenciais, após mais de dois anos com atividades remotas por causa da Covid-19. O retorno impacta 50 mil estudantes da graduação e da pós-graduação, além dos servidores.

Apesar de a UnB ter revogado a obrigatoriedade do uso de máscara e da apresentação do comprovante de vacinação contra a Covid, a universidade continua incentivando ambas as práticas. Na quinta-feira (2), a Secretaria de Saúde do Distrito Federal voltou a recomendar o uso do equipamento de proteção.

A instituição afirma ter feito uma série de adaptações para que a retomada das aulas presenciais ocorra de forma segura. Entre as mudanças, estão desbloqueio de janelas, melhoria do fluxo de ar, instalação de ventiladores e reposicionamento de equipamentos em laboratórios.

Os cuidados com a higiene também foram reforçados com a instalação de dispensers de álcool em gel, em diferentes ambientes dos campi da Asa Norte, Ceilândia, Gama e Planaltina.

Boas-vindas

De acordo com a Universidade de Brasília, 15 mil estudantes nunca fizeram aulas nos campi, desde a suspensão das atividades presenciais em março de 2020. Por isso, a instituição prepara uma programação especial para os “calouros”.

Durante as boas-vindas, os estudantes terão a oportunidade de conhecer o funcionamento dos centros acadêmicos, com apresentação das iniciativas desenvolvidas e visita guiada pelos campi. A retomada também será marcada pela volta da tradicional aula magna da UnB.

Relembre

As aulas presenciais na universidade foram suspensas em março de 2020, por conta do novo coronavírus. O primeiro semestre letivo daquele ano só foi retomado quatro meses depois, com aulas totalmente online.

Desde então, apenas disciplinas da área da saúde podiam realizar atividades presenciais, mediante aprovação do colegiado de cada curso. Em janeiro de 2021, a universidade manteve o modelo. A decisão contrariou uma recomendação do Ministério da Educação, que havia orientado, em portaria, a retomada das aulas presenciais em 1º de março do ano passado.

Em novembro do ano passado, a instituição permitiu a retomada parcial das atividades presenciais, a partir de janeiro de 2022. Já em abril deste ano, foi aprovada a retomada total das aulas nos campi.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

scroll to top