Home CIDADES Ibaneis vai cortar ponto dos grevistas do Metrô

Ibaneis vai cortar ponto dos grevistas do Metrô

180
0
Compartilhar
Foto: Metrô / Divulgação

Justiça determina que servidores do Metrô-DF em greve voltem ao trabalho

 

Foto: Divulgação

O Governo do Distrito Federal (GDF) decidiu cortar o ponto  dos metroviários a partir desta quarta-feira (17/07/2019). Segundo o governador Ibaneis Rocha (MDB), se o movimento paradista não for suspenso ainda nesta terça-feira (16/07/2019), os dias parados começarão a ser descontados. A categoria está de braços cruzados há 76 dias, configurando a maior paralisação da história da Companhia do Metropolitano (Metrô-DF).

A afirmação do emedebista foi dada durante o evento de assinatura do acordo para desenvolvimento de aplicativo de cidadania digital para egressos do sistema prisional, realizado no salão nobre do Supremo Tribunal Federal .

“Sou um advogado de formação e tenho toda consciência de que a greve é um direito do trabalhador, como é um direito meu, enquanto governador, cortar o salário de quem não trabalha. É bom que fique claro: greve com pagamento de salário é férias remuneradas, e isso eu não admito”, assinalou Ibaneis.

O Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10) determinou que os servidores da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) retornem ao trabalho na quinta-feira (18). A categoria está em greve há 76 dias.

Em julgamento nesta terça-feira (16), a Corte entendeu que a paralisação dos servidores é legal. No entanto, determinou a normalização dos trabalhos. O Metrô-DF já calcula prejuízo de R$ 8,8 milhões por conta da greve.

Segundo os desembargadores do TRT-10, parte das reivindicações da categoria já está sendo atendida, como o pedido para oficializar a jornada de trabalho dos pilotos em 30 horas semanais.

A representante do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários do Distrito Federal (Sindmetrô-DF), Renata Campos, afirmou que a decisão da Justiça será levada para análise da categoria.

Segundo a sindicalista, a “tendência” é de que o trabalho seja normalizado na quinta (18). A reportagem tenta contato com o Metrô-DF.

Fonte: Metrópoles / G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here