Hospital de Santa Maria amplia espaço do PS Infantil

WhatsApp-Image-2021-03-17-at-19.50.20-1-1024x680-1.jpeg

Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Unidade transforma pronto-socorro específico para suspeita de dengue que estava com baixa procura em área de atendimento às crianças

http://www.instagram.com/gov_df

Com uma alta demanda de crianças com doenças respiratórias, a pediatria do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) operou em 162% da capacidade ao longo do mês de maio. Os dados são da superintendência da unidade, que é administrada pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF). A capacidade física da pediatria é de seis leitos de box e 12 de observação no pronto-socorro. Na enfermaria, são 33 leitos, sendo 21 para pediatria geral e 12 para pacientes crônicos.

O HRSM ativou recentemente um pronto-socorro específico para suspeita de dengue, que tem sido pouco procurado. “Com o aumento crescente da demanda por atendimento infantil, decidimos tornar esse pronto-socorro em infantil de baixa complexidade, com o objetivo de atender as crianças na fase inicial da doença e tentar evitar a progressão para fase mais grave, visando proporcionar maior conforto aos pacientes infantis e seus tutores”, explica o médico Guilherme Porfírio, gerente geral de assistência do HRSM.

A diretora- presidente do Iges-DF, Mariela Souza de Jesus, fala que, embora tente-se atender toda a demanda de saúde infantil diariamente, é sempre importante lembrar que o HRSM opera acima da sua capacidade por atender a solicitação de mais de uma região do DF e do entorno. “Não se medem esforços dos profissionais e gestores do hospital, por isso estamos ampliando o PS. É importante que os pais atentem-se às orientações dos médicos com medidas preventivas neste período do ano em que o número de doenças respiratórias aumenta”, informa.

Segundo a chefe do Serviço de Pediatria do HRSM, Débora Cruvinel, a quantidade de atendimentos – acima do previsto para a estrutura física e de recursos humanos – é fruto do esforço que as equipes têm feito para dar assistência ao maior número de crianças possível. “Em vários dias, temos todos os leitos ocupados no pronto-socorro”, descreveu.

Segundo a médica, há quatro pediatras em todos os períodos para atender no pronto-socorro, quantidade de pediatras adequada ao dimensionamento feito para a unidade. “Nossa dificuldade está em atender um número populacional maior do que a nossa capacidade física e técnica operacional. Atendemos todo entorno sul do Distrito Federal”, disse.

Dados

De acordo com o relatório da superintendência, a porcentagem de atendimentos na pediatria do HRSM compreende 56% de pacientes do DF e 44% do entorno sul. Desses, os mais prevalentes são: Novo Gama, 15%; Valparaíso, 15%; e 10%, Luziânia.

Sazonalidade

O aumento das doenças respiratórias é esperado nesta época do ano. Por isso, é importante que os pais estejam atentos às medidas preventivas simples que devem ser adotadas para evitar a transmissão dessas doenças, que têm como principais sintomas febre, tosse e coriza.

Confira:
– Aumente a frequência da oferta de água para maior hidratação do corpo;
– Aumente a frequência da amamentação;
– Evite aglomerações e ambientes fechados, onde há maior propagação de vírus e bactérias;
– Mantenha os ambientes ventilados;
– Higienize as mãos da criança com água e sabão;
– Evite contato com pessoas que apresentem sintomas respiratórios;
– Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, pratos e copos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

scroll to top