Guará: Menina de 8 anos sai de casa para comprar refrigerante e doces e é estuprada

estupro-guara.jpg

Retrato falado de homem suspeito de estuprar menina de 8 anos, no DF — Foto: PCDF/Divulgação

Vítima recebeu R$ 22 da mãe para ir à padaria, mas, durante trajeto, foi arrastada e violentada. Polícia divulgou retratado falado de suspeito

http://www.instagram.com/gov_df

Uma menina, de 8 anos, foi estuprada ao sair de casa e ir à uma padaria na região do Guará, no Distrito Federal. O caso ocorreu em 2 de abril, mas só foi divulgado nesta terça-feira (12), quando a Polícia Civil concluiu um retrato falado do suspeito (veja imagem acima).

De acordo com a investigação, a criança recebeu R$ 22 da mãe para comprar refrigerantes e doces em uma padaria. No entanto, perto do Museu da Memória Candanga, um homem arrastou a menina para uma área de mata onde ela foi violentada.

Segundo os policiais, o agressor disse para criança que a mataria, junto com a família, se ela reagisse. O estupro só teria cessado quando um motociclista passou pelo lugar e a criança correu para pedir ajuda.

Conforme a investigação, o motociclista ainda tentou perseguir o agressor, mas o homem conseguiu fugir. A vítima foi socorrida e levada para o Instituto Médico Legal (IML), onde passou por exames.

O retrato falado do agressor

O caso é investigado pela 4ª Delegacia de Polícia, do Guará. Por meio do depoimento da menina, os policiais conseguiram fazer o retrato falado do criminoso que tem as seguintes características:

  • Branco
  • Entre 1,60m e 1,70m de altura
  • Cabelo claro
  • Barba rala
  • No momento do crime, ele usava boné vermelho, blusa colorida, cinto de couro preto e bermuda jeans preta

Quem tiver informações sobre o agressor, pode entrar em contato com a Polícia Civil pelo telefone 197 – não é preciso se identificar.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

scroll to top