Home POLÍTICA Filha de ex-presidente do Pros consegue medida protetiva

Filha de ex-presidente do Pros consegue medida protetiva

257
0
Compartilhar
Foto: Reprodução / Youtube

Eurípedes Júnior é acusado de chutar a própria filha. Agressões teriam sido motivadas por discussão envolvendo a propriedade de um carro

A Justiça concedeu medida protetiva de urgência à filha do ex-presidente do Partido Republicano da Ordem Social (Pros), Eurípedes de Macedo Júnior. Ele é acusado de agredir fisicamente a jovem de 19 anos na sede da sigla, em Planaltina de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, na tarde da última quarta-feira (08/01/2020). O caso foi revelado pelo Metrópoles.

A briga teria sido motivada por uma discussão entre pai e filha envolvendo um veículo em nome de Eurípedes, que foi destituído da presidência do partido no sábado (11/01/2020).

Em depoimento prestado na Delegacia de Planaltina de Goiás, a filha de Eurípedes afirmou que sua relação com o pai começou a ficar “conturbada” em 2017, quando ele se separou da mãe. Segundo relatou aos policiais, o político “parou de pagar sua faculdade e a demitiu do serviço”.

Em decorrência do episódio, os dois não se falaram por um ano, mas voltaram a ter contato em 2018. Nesta quarta, o então presidente do Pros teria procurado a jovem pedindo que ela fosse à sede do partido, pois “precisava do carro dela e iria lhe pagar R$ 15 mil pelo veículo”.

A vítima narra que não aceitou a proposta do pai e, “para não brigar, se levantou e saiu”. Eurípedes, então, conforme consta no depoimento, teria tomado a chave da mão da filha e “passou a lhe dar tapas e pontapés”.

As agressões não teriam cessado nem quando ela conseguiu entrar no carro. Neste momento, Eurípedes a teria puxado do veículo e a jogado no chão.

A violência foi atestada em relatório médico solicitado pela Polícia Civil goiana. No documento, o médico legista afirma que a vítima apresentava “marcas de dente (duas) e edema em quadril direito”.

Em nota, a defesa de Eurípedes Júnior nega que ele estivesse foragido e credita a denúncia a adversários políticos. Os advogados classificaram o episódio como “um lamentável incidente familiar”.

“Eurípedes financiou um carro para a filha que se comprometeu a ir pagando as prestações restantes. No entanto, em razão da filha não ter pagado nenhuma das prestações, o pai a chamou para conversar e decidiu retomar o carro”, disseram os advogados do político.

“Depois de perder o carro, a filha procurou a delegacia para registrar o fato em desfavor do próprio pai. É lamentável que um pai ao buscar corrigir a filha, tenha um conflito familiar exposto na imprensa”, acrescentou a defesa.

Fonte: Metrópoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dez + 11 =