Home CIDADES Desabamento do Eixão Sul completa um ano

Desabamento do Eixão Sul completa um ano

325
0
Compartilhar
Foto: Reprodução

DER diz que apenas 35% das obras foram concluídas. Previsão de entrega foi adiada para junho

No dia 6 de fevereiro de 2018, Brasília parou depois que parte do viaduto do Eixão Sul – que corta o Plano Piloto – desabou. Um ano depois, o local continua interditado.

Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER), apenas 35% das obras foram concluídas. A estimativa é que o trecho do viaduto acima da Galeria dos Estados só fique pronto em junho. Inicialmente, o prazo fixado pelo DER era dezembro do ano passado.

Em janeiro, logo após tomar posse, o governador do DF Ibaneis Rocha (MDB) afirmou que iria “tentar antecipar para o fim de março” a inauguração da estrutura. O DER disse que as obras ficariam prontas em maio, mas apontou que poderiam ser concluídas antes, como pretendia Ibaneis.

Por fim, nesta terça (5), o departamento deu como prazo o mês de junho, mas não informou o motivo do atraso. De acordo com o edital, publicado no Diário Oficial em 2 de agosto de 2018, a empresa Via Engenharia, que venceu a licitação, teria 5 meses para concluir a obra.

O DER disse ainda que a liberação do tráfego de veículos do eixo rodoviário deverá ser antecipado para abril. “O atraso não justificado pela empresa executora sofrerá as penalidades previstas em contrato”, afirma o departamento.

Veja como estão os trabalhos feitos pela Via Engenharia, segundo o DER.

Concluídos:

  • Demolição integral da laje colapsada
  • Fundação
  • Blocos de fundação

Iniciados, mas não concluídos:

  • Pilares
  • Reforço da laje

De acordo com o DER, a permissão para estabelecimentos comerciais, como restaurantes, funcionarem embaixo da nova estrutura “ainda está sendo estudada”. O GDF informou que pagou R$ 62 mil de indenização para os donos dos carros que foram atingidos.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here