Home CIDADES ‘Centro de Edução’: escola do DF vende uniforme com erro de grafia

‘Centro de Edução’: escola do DF vende uniforme com erro de grafia

687
0
Compartilhar
Foto: Reprodução G1

Segundo escola, falha ocorreu na gráfica. Pais foram orientados a devolver camisetas para fazer troca

Uma escola pública de Samambaia, no Distrito Federal vendeu por engano camisetas de uniforme com erro de grafia. Em vez de “Centro de Educação Infantil 307”, estava impresso no tecido “Centro de Edução Infantil 307”.

Segundo a supervisora da escola de Samambaia, Natalina Dias, é a primeira vez que algo do tipo ocorre por lá. “Mandamos para a gráfica do jeito certo, como deveria ser, mas veio com erro. A gente não se atentou e começou a vender.”

“Fiquei muito chocada. Eu disse: ‘Suspende, não vamos mais vender!’ Alguns pais ainda quiseram comprar mesmo assim, mas não vamos vender com erro. Uma escola vender uma coisa com erro, isso não pode”, afirmou.

Cerca de 50 camisetas foram vendidas aos pais, por R$ 20. A escola tinha encomendado 70 unidades. A compra do uniforme não é obrigatória.

Foi feita uma reunião com os pais na última sexta-feira (22) para comunicar o erro. Eles foram orientados a devolver o produto.

A escola informou que a gráfica vai assumir o prejuízo e confeccionar uma nova leva de camisetas para fazer a troca.

A empresa de uniformes responsável por fazer a ponte entre a escola e a gráfica disse que as camisetas “corrigidas” devem ser entregues até o fim da semana. “Já levamos algumas unidades para a escola não ficar desabastecida”, afirmou a empresária Michelle Fernandes.

O Centro de Edução Infantil 307 conta com 381 alunos, entre 4 a 5 anos.

Outros casos:

Já houve outros episódios do tipo em outros estabelecimentos. Em 2016, uma escola confeccionou 60 uniformes com erro ortográfico e vendeu pelo menos 15 deles. Em vez de “Centro de Ensino Médio Ave Branca de Taguatinga” está escrito, no verso, “Cetro de Ensino Médio Ave Branca de Taguatinga”.

Em 2014, camisetas com a palavra “encino” foram entregues a estudantes do Centro de Ensino Médio 1, em Brazlândia. A Secretaria de Educação considerou na época que houve sabotagem. De acordo com a pasta, foram fabricadas 2.800 camisetas e 27 apresentaram erro de grafia.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here