Home ESPORTE Brasil perde para os EUA no tie-break e está fora da final...

Brasil perde para os EUA no tie-break e está fora da final da Liga das Nações

135
0
Compartilhar
Brasil perde para os EUA, e encara a Polônia pelo terceiro lugar - Foto: FIVB

Seleção abre 2 sets a 1, mas não consegue parar os anfitriões americanos que viram o placar e decidem no 5º set. Na outra semifinal, Rússia bate a Polônia por 3 set a 1

Os anfitriões americanos entraram em quadra neste sábado, em Chicago, decididos a conquistar a vaga na final da Liga das Nações contra o Brasil e mudar o histórico de confrontos dentro de casa. Desde 1984, quando conquistou a medalha de ouro nas Olimpíadas de Los Angeles, os Estados Unidos não ganham um título em território americano. O primeiro passo foi dado. O Brasil tinha 2 sets a 1 de vantagem, mas os americanos viraram o jogo e venceram no tie- break com parciais de 25/21, 17/25, 21/25, 25/20 e 15/9.

Mais cedo, na semifinal entre Rússia e Polônia, a atual campeã da Liga das Nações venceu os poloneses por 3 sets a 1, parciais de 25/19, 24/26, 25/22 e 25/11, e avançou à decisão. A final entre Estados Unidos e Rússia será neste domingo, às 20h. O Brasil enfrenta a Polônia na disputa pelo terceiro lugar, às 17h. As duas partidas serão transmitidas no Sportv2.

O começo do primeiro set foi equilibrado, com os americanos abrindo 3 pontos de vantagem logo no início da partida. O saque do Brasil não conseguiu ser eficiente para quebrar a recepção americana, e com boa atuação de Adam Smith, os anfitriões aproveitaram os ataques de bolas rápidas.

O Brasil encostou no placar (14 – 15) com bloqueio de Lucão e Leal, mas com muitos erros na reta final, a seleção não conseguiu ser efetiva no ataque. O técnico Renan Dal Zotto fez a primeira mudança colocando Isac em quadra. Com 11 pontos de erros do Brasil contra 4 dos americanos, os Estados Unidos fecharam o set em 25 a 21.

No segundo set, a seleção brasileira começou na frente e passou a encaixar melhor o saque. Leal entrou mais atento em quadra e mostrou todo seu potencial no ataque. Brasil abriu 6 pontos de vantagem na partida, com Lucarelli jogando bem também na defesa. O jogo ficou mais equilibrado, com os Estados Unidos errando mais que os brasileiros, e o Brasil não teve dificuldades de empatar o jogo e fechar o set em 25 a 17.

Leal – Brasil e Estados Unidos fazem a semifinal da Liga das Nações de Vôlei — Foto: FIVB

O Brasil cresceu ainda mais no ataque com Leal, Lucarelli e Wallace no terceiro set. Os americanos tentaram reagir, aproximando o placar em 12 a 10 com uma largadinha de Holt. A diferença de apenas 2 pontos entre as equipes seguiu ao longo do set, com os Estados unidos errando no saque, e Brasil aproveitando as falhas do adversário.

Renan fez outra mudança na reta final, colocando Bruninho e Alan em quadra. O levantador acionou Lucão em jogada rápida no meio de rede pra marcar o 22º ponto do set. Na sequência, Alan de saque fez mais um para o Brasil, e a seleção segurou a vantagem para fechar em 25 a 21.

Brasil passou a ser mais exigido no quarto set, com os Estados Unidos empatando o set em 8 a 8, e forçando para uma disputa ponto a ponto. O ataque americano encaixou com Anderson e Sander, enquanto o bloqueio brasileiro não foi efetivo. Os americanos viraram o placar e ficaram 3 pontos na frente (17 – 14), seguraram a vantagem até o fim, e levaram a decisão para o tie-break ao fechar o set 25 a 20.

No último set, o Brasil abriu a partida com dois pontos , mas voltou a sofrer com o saque flutuante dos Estados Unidos. O técnico Renan ainda tentou algumas alterações, mas não conseguiu impedir a virada americana, que fechou a partida em 15 a 9.

Fonte: GE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

15 + doze =