Home ESPORTE Brasil bate Irã em jogo tenso e está na semifinal da Liga...

Brasil bate Irã em jogo tenso e está na semifinal da Liga das Nações

208
0
Compartilhar
Douglas ataca: ponta começou como titular, mas saiu no meio do primeiro set — Foto: FIVB

Seleção abre 2 a 0, vê o Irã empatar, abrir vantagem no quinto set, mas consegue reagir e vencer

O duelo contra o Irã era oficialmente válido pelo Grupo B da fase final da Liga das Nações, mas, por conta dos resultados, se tornou praticamente umas quartas de final não oficial. Afinal, era confronto direto: quem vencesse, seguiria para a semifinal, e quem perdesse, iria para casa. Melhor para o Brasil que, em um jogo tenso, que precisou usar muito o banco, venceu por 3 sets a 2 (25/20, 25/23 e 24/26, 20/25 e 15/10) e segue vivo na luta pelo título.

O Brasil começou melhor, fez 2 a 0, mas teve muitas dificuldades na virada de bola, principalmente a partir do terceiro set. Enquanto isso, o Irã cresceu e, empurrado por sua torcida, conseguiu empatar em 2 a 2. No quinto set, o time asiático começou melhor, abriu três pontos de vantagem (8 a 5), mas o Brasil reagiu e venceu o jogo.

O Brasil entrará em quadra neste sábado, às 19h para disputar a semifinal. O adversário será o vencedor do duelo entre Rússia e Estados Unidos, que acontece ainda nesta sexta. A disputa de terceiro lugar e a final serão no domingo.

Flavio ataca forte – meio esteve bem no jogo — Foto: FIVB

Pelo Brasil, os nomes que mais se destacaram foram Flavio com 12 pontos, sendo três de bloqueio e oito de ataque, e Lucarelli que, muito bem no saque, foi fundamental para a vitória brasileira. O ponta acabou o jogo com 6 pontos no fundamento e 16 no total (maior pontuador do Brasil).

O levantador Marouf fez uma partida espetacular. Ele conduziu a equipe do Irã com maestria, principalmente a partir do terceiro set. Várias vezes, seus atacantes bateram sem bloqueio ou com o simples. Ebadipour foi o maior pontuador do jogo com 22 pontos.

O técnico Renan Dal Zotto decidiu fazer mudanças na equipe titular. Cachopa entrou no lugar de Bruninho, e Douglas Souza formou a dupla de ponteiros com Lucarelli, com Leal de opção no banco. A intenção era usar o melhor momento do levantador e dar estabilidade no passe com o ponta. Deu certo em parte. Cachopa fez um jogo regular, mas Douglas esteve longe das grandes atuações que o levaram a ser eleito um dos melhores ponteiros do Mundial. Ele deixou o jogo ainda no meio do primeiro set para a entrada de Mauricio Borges. Cachopa acabou também saindo no fim do terceiro set para a entrada de Bruninho, mas voltou na quinta parcial.

Fonte: GE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

3 × dois =