Aprovadas normas de uso do Parque Ecológico do Tororó

Plano-de-Manejo-do-Tororo_Foto-Divulgacao-Brasilia-Ambiental.jpeg

O Parque do Tororó costuma atrair praticantes de ecoturismo interessados em percorrer trilhas, a pé ou de bicicleta, e praticar rapel - Foto: Ascom/Brasília Ambiental

Orientações estão no Plano de Manejo definido para a unidade de conservação, que também estabelece zoneamento para a área

http://www.instagram.com/gov_df

O Parque Ecológico do Tororó, localizado na região administrativa de Santa Maria, teve aprovado seu Plano de Manejo, documento técnico que inclui aspectos como o uso da área, manejo dos recursos naturais e implantação das estruturas físicas necessárias à gestão da unidade de conservação (UC).

O Instituto Brasília Ambiental publicou, no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) da última quarta-feira (8), a Instrução Normativa nº 13, que aprova o plano. A diretora de Implantação de Unidades de Conservação e Regularização Fundiária da autarquia, Carolina Lepsch, ressalta que o estudo é, acima de tudo, um instrumento de planejamento.

“O Plano de Manejo estabelece, a partir dos objetivos definidos no ato de criação do espaço ecológico, diretrizes e normas de uso mediante o zoneamento ambiental, que visa proteger seus recursos naturais”, explica a diretora.

Harmonia

O Parque Ecológico do Tororó, localizado no encontro entre a BR-251 e a DF-140, foi criado pelo Decreto nº 25.927, de 14 de junho de 2005. O local atrai praticantes de ecoturismo interessados em percorrer trilhas de média dificuldade, a pé ou de bicicleta, e praticar rapel.

Com uma área de 322,75 hectares, a unidade de conservação estimula o desenvolvimento de educação ambiental e das atividades de recreação e lazer em contato harmônico com a natureza, além de proteger paisagens naturais e incentivar atividades de pesquisa, estudos e monitoramento ambiental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

scroll to top